Movimento aparente do Sol
fig1movsol

A órbita da Terra em torno do Sol é uma elipse com uma excentrecidade muito pequena e a distância da Terra ao Sol varia muito pouco. Não é a variação desta distância que determina as Estacões do ano. Note-se que no hemisfério Norte é Inverno quando a Terra está mais próxima do Sol  (o periélio ocorre por volta do dia 5 de janeiro)! 

A existência das Estações deve-se essencialmente à inclinação do eixo de rotação da Terra em relação ao plano da sua órbita e à duração dos períodos de claridade e de escuridão ao longo de uma translação completa em torno do Sol. Assim, os raios solares atingem um mesmo ponto do planeta com diferentes inclinações em diferentes épocas do ano e a duração do dia e da noite vai variando.

fig0movsol


No Equador a diferenciação entre as estações é muito pequena pois todos os dias do ano o Sol fica 12 horas acima do horizonte e 12 horas abaixo do horizonte. Apenas a altura máxima durante o dia é que varia. À medida que nos afastamos do Equador, as diferenças entre estações são cada vez mais importantes.

 fig2movsolNum ano, o Sol percorre a esfera celeste segundo uma trajectória (a Eclíptica) inclinada em relação ao equador celeste (aproximadamente 23º 27’). No início da Primavera (Equinócio da Primavera), o Sol está onde a Eclíptica interseta o Equador. A partir desse momento, com o decorrer dos dias, o nosso astro, vai-se afastando para Norte. O ponto mais distante a Norte do equador é alcançado no Solstício de Verão. A partir daí o Sol vai novamente aproximar-se do equador cruzando-se com este no Equinócio do Outono, num ponto oposto ao do Equinócio da Primavera. Depois desta data o Sol vai cada vez ficar mais inclinado para Sul, atingindo o valor mínimo no Solstício do Inverno. Finalmente, durante o Inverno, a altura irá novamente aumentar até que uma nova Primavera se aproxima.

A quantidade total de radiação solar recebida depende não apenas da duração do dia como também da altura do Sol. Como a superfície da Terra é curva, a altura do Sol varia com a latitude. Os raios solares são mais concentrados quando atingem a Terra mais verticalmente. Quando estão mais inclinados a radiação solar é mais espalhada e menos intensa. Por outro lado, a altura do Sol determina, também, o percurso dos raios solares através da atmosfera. Quanto maior a inclinação maior é o percurso através da atmosfera terrestre e maior a absorção, reflexão e espalhamento, o que reduz a intensidade por unidade de superfície.

fig3movsol       fig4movsol

simulador sol.